Benefícios de uma noite bem dormida

 

 

Por que será que passamos um terço de nossas vidas dormindo? O sono é algo vital para o ser humano, sendo importante seis a oito horas de sono por dia e de boa qualidade. Noites mal dormidas podem gerar mau funcionamento do organismo trazendo prejuízos à saúde em diversos níveis.

 

Como benefícios do sono, podemos citar:

 

Combate à hipertensão pois uma má noite de sono equivale a um estado de estresse, aumentando a atividade da adrenalina no corpo e assim a pressão sanguínea; Diminui o risco de doenças cardiovasculares comprovado por estudos cuja privação prolongada do sono ou acordar várias vezes durante a noite se relacionou com acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos e doenças cardiovasculares; Controla o diabetes pois durante o sono o corpo estabiliza os índices glicêmicos e controla o nível de glicose; Previne depressão evidenciado por estudos em que pessoas que dormiam bem relataram índices mais altos de qualidade de vida e mais baixos de depressão; Fortalece a memória pois durante o descanso o cérebro processa informações vivenciadas e aprimora a memória e o aprendizado.

 

Além disso, a boa qualidade de sono previne a obesidade e favorece o emagrecimento uma vez que, durante o sono, nosso organismo produz substâncias capazes de controlar a sensação de saciedade, diminuindo a ingestão calórica durante o dia. Há relatos ainda, que pessoas que dormem de seis a oito horas por dia, queimam mais gorduras do que aquelas que dormem mau.

 

Outra novidade para muitas pessoas é que o bom sono favorece o  desempenho físico e ganho de massa muscular, conhecido como sono anabólico. Durante o sono, em especial o sono profundo e sem interrupções, o corpo produz o hormônio do crecscimento (GH). Esta substância é realmente responsável pelo nosso crescimento na infância e adolescência mas, também, essencial na idade adulta pois tem a função de fazer a reparação dos tecidos do corpo.

Quando falamos de músculos, podemos considerar este hormônio como um agente importante no ganho de massa muscular. O aumento do número de células no músculo, ou seja, o aumento do músculo, acontece por meio da reparação das pequenas lesões que ocorrem após o treinamento. Assim, o exercício promove microlesões musculares e o GH entra no processo de recuperação do tecido muscular e, portanto, do aumento de massa muscular. Por esta razão, diz-se que o sono tem um efeito anabólico.

 

A partir de agora, não negligencie seu sono! Dormir bem é essencial para a saúde física, mental e manutenção da boa forma e auto-estima.

 

Ana Assumpção Berssaneti – Fisioterapeuta formada pela USP, Mestre e Doutora pela Faculdade de Medicina da USP e fundadora do Instituto Consigo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *