Dormir bem para correr bem

Post 16

Poucos conhecem os benefícios que o sono pode trazer para a saúde e para o rendimento de um atleta. Para falar sobre o assunto, o TF Blog conversou com o Prof. Dr. Marco Túlio de Mello, educador físico da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), que explicou as vantagens de se dormir bem e a necessidade de uma boa noite de sono para os esportistas.

TF Blog – Qual é a fisiologia normal do sono de um adulto jovem saudável?
Prof. Marco Túlio – Durante o sono passamos por diversas fases: o sono tipo 1, 2, Delta e REM. Essas fases se repetem entre ciclos alternados de 4 a 6 vezes por noite.  70% da população dormem em média 7h35min por noite. Os chamados “curto dormidores” (15% da população), se satisfazem com apenas 5 horas de sono, enquanto os “longo dormidores” (outros 15% da população), necessitam de 9 a 12 horas de sono por noite.

Associado a esse processo existe ainda a questão do cronótipo. Essa classificação é subdividida em dois grupos: as pessoas que dormem muito cedo e acordam muito cedo, consideradas matutinas (15% da população), e as pessoas que dormem muito tarde e acordam muito tarde, as consideradas vespertinas (também 15% da população). Os 70% restantes dormem e acordam em um horário intermediário. Teoricamente, esse é um padrão de sono saudável, uma característica de pessoas que apresentam um sono adequado.

T&F – Qual é a quantidade de horas de sono ideal para um praticante de corrida?
Prof. Marco Túlio – Não existe uma quantidade de horas ideal. Existem pessoas que dormem menos, pessoas que dormem mais e pessoas que dormem habitualmente como o restante da população. No entanto, os atletas devem aumentar um pouco o seu tempo total de sono em função do aumento do sono Delta, o sono responsável por recuperar o corpo do desgaste físico causado pelo exercício.

T&F – A alimentação tem alguma influência na qualidade do sono do atleta?
Prof. Marco Túlio – A alimentação interfere e muito! A ingestão de carboidratos próxima a hora de dormir, hábito comum entre os atletas, é péssima para o sono. Acabam ocorrendo alterações, principalmente metabólicas, muito grandes. Recomenda-se para o jantar uma alimentação mais leve e nada de bebidas cafeinadas.

T&F – Como deve ser a preparação do sono de um atleta antes de uma prova?
Prof. Marco Túlio – A primeira coisa que o atleta deve fazer é trabalhar a questão da ansiedade. As pessoas que sofrem com esse mal acabam diminuindo o tempo total de sono e não tendo uma noite tranqüila. O atleta deve tentar dormir como o faz habitualmente. Lembrando ainda que o sono melhora o sistema imunológico, o humor, o desempenho físico através do restabelecimento muscular e o processo cognitivo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *