Companhia especial

Post 119Giovana ensaiando seus primeiros trotes

A arquiteta Patrícia G. Falcão Viana tem 31 anos e recentemente foi picada pelo bichinho da corrida. Desde que sua pequena Giovana nasceu, virou sua companheira nas provas que participa.

Conheça sua história:

“Que o esporte é essencial para a saúde do ser humano eu sempre soube, porém, praticá-lo foi um grande desafio!

Fui sedentária durante a maior parte da minha vida e só resolvi correr a pedido de uma amiga, que me convidou para acompanhá-la em uma prova. Pensei: “Eu? Correr? Ela está doida? O máximo que corro é até a geladeira!”. Acabei cedendo a sua insistência e estreei debaixo de uma chuva intensa. Nesse dia, após cruzar a linha de chegada, a emoção me dominou e senti que a endorfina havia me conquistado.

A partir de então, comecei a participar de provas e treinar regularmente. Porém, alguns meses depois fiquei grávida e tive que parar por um tempo. Quando a Giovana completou quatro meses voltei para as ruas e fiz minha primeira prova de 10 km.

Giovana é a minha companheira constante e o meu maior estímulo para chegar à linha de chegada. Ela adora acompanhar a mim e ao meu marido e não pode ver o pórtico da corrida que já quer passar por ele correndo! Eu acho supersaudável que ela cresça perto do esporte, afinal, não é só uma forma de manter a saúde física, mas também mental, e ainda é uma forma de socialização.

Não espero que ela seja uma grande atleta, mas sim uma criança consciente e com hábitos saudáveis, porque essa é a chave para o bem estar.”

3 respostas
  1. ADEMAR TRISTÃO FILHO says:

    Parabéns Patrícia.
    Para ter a sensação de completar uma prova em Corrida Rústica, só tem um jeito, participar dela.Você tem dado uma demonstração de dedicação, persistencia e sobre tudo consciencia que o exercício físico é a melhor forma e a formula de ter uma vida saudável. Melhor ainda quando toda a familia pratica esporte.
    A Associação dos Corredores do Espirito Santo através de seus associados se sentem orgulhosos pela sua dedicação.

    Responder
  2. Eduardo Amaral says:

    Quem diria minha cara amiga!

    Meus sinceros parabéns! Bela matéria e bela família!
    quando quiser testar as trilhas do trekking de regularidade ou de montanha já está convidada, assim como toda a família.

    grande abraço

    Edu

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *