Posts

3 dicas para correr com conforto no frio de inverno

As baixas temperaturas costumam atrapalhar a sua planilha de treino? Nós pedimos para o Professor de Educação Física Marcos Cunha [CREF: 027841 – RJ] listar três dicas para você deixar a preguiça de lado e não perder o ritmo no inverno.

Vestuário

Apesar da vontade de se proteger completamente das baixas temperaturas, o ideal é começar o treino com um pouco de frio. “Eu não recomendo usar muita roupa, pois isso pode acentuar o processo de desidratação”, diz Marcos. “Com exercícios de aquecimento, o corpo já atinge o conforto térmico”.

Prefira peças que permitam a troca de calor com o ambiente e tenham secagem rápida, como as camisetas com tecnologia Thermodry® e calções Ultramax Stretch®, da Track&Field®, para manter o corpo seco e com a temperatura estável.

Metas

Apesar de o frio ser culpado pela preguiça, o rendimento em atividades aeróbicas aumenta durante o inverno. “Temperaturas entre 18 e 20 graus são excelentes para uma boa performance esportiva”, diz Marcos.

Mas se nem o aumento de performance funcionar como um estimulante para deixar as cobertas de lado, definir metas é uma boa tática para não perder o pique no inverno. “Tenha como objetivo reduzir determinado peso no mês ou percorrer certa distância correndo ou caminhado por mês ou semana”, exemplifica.

Indoor

Se o frio for realmente o seu maior inimigo, ainda existe a opção de correr em locais fechados. “Treinar na esteira pode trazer o mesmo resultado do que na rua, desde que a intensidade e o volume sejam os mesmos”, diz Marcos. O professor ainda sugere dar prioridade a treinos mais variados e dinâmicos na esteira, para trazer mais motivação e dinamismo à atividade.

Treino de caminhadas e corridas para os primeiros 10km

Se você já correu 5 km e agora quer um desafio maior, é hora de mirar nos 10 km. Segundo o Professor de Educação Física Marcelo Cruz [Cref: 092817- G/SP], por segurança, recomenda-se fazer exames com um cardiologista para diagnosticar possíveis restrições. Assim que o médico liberar, você pode partir para os treinos.

O ideal é separar três dias alternados na semana para treinar as corridas e caminhadas. O volume deve crescer de forma gradativa e segura, aumentando de 500m a 1 km por semana até chegar aos 10 km. Marcelo ainda recomenda que o tipo de treino também seja alternado. Dessa forma, você recebe diferentes estímulos e tem uma progressão mais rápida.

Confira a seguir um exemplo básico para estrear na nova distância:

 

Segunda-feira: 10′ caminhada/trote + 5 km médio +500m forte + 500m fraco

Quarta-feira: 10′ caminhada/trote + 2 km forte + 2 km médio + 2 km fraco

Sexta-feira: 10′ caminhada/trote + 1 km forte + 1 km fraco (repetir 3x)

 

É importante lembrar que recomendamos o acompanhamento de um profissional de educação física ou personal trainer para garantir os melhores resultados.

Que tal começar os treinos desde já para participar das próximas etapas do Track&Field® Run Series? Confira o calendário de corridas completo aqui e bom treino!

Corrida e os Benefícios das Atividades Físicas

Há uns 5 anos atrás eu estava 15kgs acima do meu peso, por isso recorri a um personal trainer que montasse uma planilha de exercícios aeróbicos específicos para mim. Nessa planilha o meu ponto forte sempre foi a corrida. Quando  consegui completar meus primeiros 10km meu personal me sugeriu colocar uma meia maratona como desafio. Depois que completei a minha primeira meia, a ”internacional de Florianópolis” ( ao lado do meu personal), a corrida passou a se tornar parte da minha vida e a perda de peso foi apenas uma consequência.

Desde 2011, já corri 8 meias, 1 maratona algumas provas de 10 milhas, provas de revezamento como a XC run Búzios, provas de 5km para treinar a velocidade e hoje estou treinando para minha segunda maratona, a de Paris.
Hoje a corrida já faz parte da minha rotina, e tem uma grande contribuição no meu bem estar e na minha auto estima. Com a corrida consegui atingir um equilíbrio na alimentação, perder 15kgs e reduzir pelo menos metade da minha ansiedade. Corro por prazer, não por obrigação, já se tornou algo essencial na minha vida, a dose de endorfina e serotonina que o esporte proporciona, não tem preço!

A corrida vai muito além do ato de correr, é um esporte que além de tudo é mental, às vezes brinco que a gente corre com a cabeça e as nossas pernas obedecem. O esporte ensina que a sua cabeça pode ser sua maior aliada em qualquer circunstância da vida, que o impossível não existe, ele é apenas temporário. As atividades físicas nos mostram que o sofrimento é apenas momentâneo e ajuda a ter persistência para vencer os obstáculos na nossa vida.
Em qualquer lugar que eu esteja, carrego comigo um par de tênis e o meu Garmin.

Se quer começar a criar este hábito saudável,  junto a um treinador monte uma planilha, coloque as metas no papel e vá em frente. No começo a corrida pode ser um pouco entediante, mas depois que você começa a ver sua evolução, tanto física quanto mental, torna-se impossível de parar!

Hoje digo com a maior certeza, a corrida mudou minha vida, em todos os sentidos!

Maria Rocha 

Embaixadora Track&Field®